Chegamos aos 3 anos sem antibióticos.

Eu conversava há pouco tempo com uma amiga e quando eu falei isso ela se assustou. Mas sem antibióticos? Como conseguiu? Daí então resolvi falar sobre o tema, bem polêmico, por sinal.
Obviamente não existe uma receita de bolo para isso, não existe uma fórmula secreta, mas a matéria tem o objetivo de alertar os pais quanto ao uso indiscriminado de antibióticos na infância.
Sim, tenho um grande orgulho de termos conseguido chegar até aqui sem antibióticos já que vivemos em uma era na qual o medicamento é prescrito muitas vezes de forma indiscriminada. Muitas vezes até os pais solicitam isso aos pediatras.
Lendo sobre isso, achei um artigo que conta sobre uma pesquisa enorme feita ano passado, na qual um grande trabalho científico comparou adolescentes que usaram muito antibiótico na infância e outros que não, e o resultado é espantoso. As crianças que usaram mais antibióticos apresentavam massa corporal maior, o que levantou uma grande suspeita de que o uso abusivo de antibióticos na infância pode estar relacionado a obesidade infantil.
Além disso existe o fato de que quanto mais uma pessoa é exposta, faz uso, de antibióticos, mais existe a chance de se gerar as super bactérias, as bactérias resistentes já a muitos antibióticos.
Que não posso deixar de registrar, veementemente, principalmente porque sou enfermeira, que o antibiótico é um medicamento muito importante e que se for devidamente prescrito, com indicação precisa, vai mudar todo o rumo daquela história, aumentando e assegurando as chances de cura.
Mas então ela, essa amiga, me perguntou: o que você fez para conseguir isso? E eu respondo que não existe isso de "fazer alguma coisa" para a doença não chegar. Mas sempre tive alguns cuidados e vou contar pra vocês. Se eles tiveram relação com o fato de o Bento adoecer menos, eu não sei, mas vale a pena tentar, né?

Primeiro ter uma super pediatra, como a minha, Maria Lucia Nicolau Pinto, que é criteriosa ao uso de antibióticos.

Não viajei com Bento muito novinho. Respeitei os "tempos" dele. De banho, descanso e alimentação.

Evito ao máximo dar colheres e copos do estabelecimento, por exemplo. Levo copos, garfos e ou tento pedir descartável.

Tento comida o mais natural possível. Não usamos molhos industrializados, por exemplo.

Vacinas em dia.

Horas de sono e alimentação sempre foram respeitadas.

Sapatos sujos da rua nunca entreram aqui.

Muito critério na lavagem de bicos e mamadeiras.

Lavagem das mãos CRITERIOSAS assim que todos chegam em casa.

Além disso fatores externos como o fato de o Bento não ter ido para creche muito bebê pode ter influenciado.

Usarmos regularmente desde bebê medicação homeopática, inclusive para aumentar a imunidade. 

Não existe uma fórmula mágica. Acho que não há nada que você faça que possa impedir o uso de medicamentos caso eles sejam realmente necessários! O que existe de fato é a tentativa de se ter bons hábitos de vida. A matéria tem como objetivo principal alertar quanto a utilização indiscriminada de medicamentos, incluindo antibióticos.

Dúvidas? Mandem pra mim!

Por Hamanda Garcia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário