O primeiro dia na escola para o pais e para os filhos



Me lembro bem do primeiro dia de escola do Bento. Ele tinha apenas dois anos de idade. Não é uma sensação simples. Causa muita insegurança. É complexo você imaginar que aquele pingo de gente que esteve sob seus cuidados até aquele momento, que é a coisa mais importante da sua vida, aquele dia vai estar sob os cuidados de alguém que você nunca viu antes, que você não conhece, que você não convive, mas que foram as pessoas que por algum motivo você confiou em deixar. 

Eu acredito de verdade que a insegurança e o nervosismo são muito mais nossos. A criança não entende muito bem o que está acontecendo, dependendo da idade. Ela apenas vai para um lugar diferente brincar. Quando o pai ou a mãe se afasta, claro que a criança reage com choro e entende que tem algo diferente, mas ainda assim acredito que nós sentimos mais que elas.


Quando você entrega seu filho nas mãos das professoras, sugiro que não fique ao redor do espaço caso ele chore, ou faça pirraça. Entenda que está acontecendo uma grande mudança mas entenda também que ele precisa de momentos de evolução. Se ele chorar, respire fundo e saia da sala. Nada de sentir culpa. Pelo contrário, acredite que ele terá novas experiências longe de você! O choro tem tudo para acabar em 5 minutos. Não pense em desistir de forma alguma. No início pode ser um pouco mais complicado, mas logo esse momento tenso do primeiro dia de aula vai passar e dar lugar a um super sorriso.


Escolha uma escola que te represente. Que compartilhe com você dos dos mesmos ideais de vida. Isso facilita na adaptação.


Por fim, entenda que realmente o primeiro dia de aula é tenso, mas que logo esse frio na barriga vai passar. E que principalmente ter a possibilidade de oferecer interação com as outras crianças é algo sem preço e que ajuda e muito no desenvolvimento infantil.


Existem algumas táticas boas para ajudar a criança na adaptação do primeiro dia de escola. Uma delas, é oferecer um objeto que ela possa levar com ela e que faça referências a casa, a mãe, ao pai. Que a faça ter a certeza também que a mãe voltará para buscá-la no final do dia. É confortante para criança esses objetos de transição.


Outro ponto fundamental é não chorar na frente da criança. Controle seu choro pois ela se sentirá mais segura e com menos medo. Tente passar confiança e otimismo. Mostre a ela que será muito bacana estar com outros amiguinhos. Respire fundo e entenda devagar que será uma grande experiência pra ela, que passará bons momentos na escola! Vai se divertir e conhecer um mundo novo!


Hoje, os amigos do Bento, da escola, são os melhores amigos dele. Nos divertimos muito todos junto e é sempre incrível! Uma grande família.


O primeiro dia na escola não é aprendizado apenas para criança, é um grande aprendizado para os pais, de renúncia, de controle, de amadurecimento, de testes e limites. Acredite que você sairá muito enriquecido no final. Será uma grande experiência para você, pai ou mãe, inclusive. E se lembre de que se você falhar, tudo bem também. Cada uma ao seu tempo.


Por Hamanda Garcia

We Mães 


Nenhum comentário:

Postar um comentário